RandomBlog
quinta-feira, janeiro 27, 2005
 

Recordar para que não continue a acontecer
 
 
O Acidental e o 24horas têm muito em comum. Por agora aquilo que mais me apetece salientar é o facto de terem feito que o Gato RAP voltasse ao blog.
 
 
É impossível falar de outra coisa

Ontem, Benfica e Sporting prestaram um verdadeiro serviço público entusiasmando e transformando em obra de arte aquele jogo onde se corre atrás de uma bola. Ganhou o Benfica como teria podido ganhar o Sporting.
O único momento negativo veio de um menino que é artista da bola. João Pereira, depois de fazer um jogo fabuloso, teve um momento negro de falta de caracter que enganou toda a gente. Aqui fica a homenagem de um benfiquista ao jogador do vítima da "esperteza" do menino.
Neste momentos recordo o ponta-de-lança inglês que ao mergulhar sobre a grande área e, constatando que o arbitro lhe iria conceder a grande penalidade, se lhe dirige dizendo que havia simulado a queda...
 
quarta-feira, janeiro 26, 2005
 




Começaram a tentar apagá-los!
 
16:59 3 comments
 
Uma semana após o debate com Paulo Portas, Francisco Louçã veio agora dizer que "se existisse a oportunidade de repetir o debate televisivo 'voltaria a esclarecê-la [a sua posição] melhor'".
Louçã explicaria que só apartir de uma relação heterossexual se pode gerar uma criança e que por isso mesmo só um dos dois políticos presentes o poderia fazer. O dirigente do Bloco, se outro debate houvesse, aproveitaria ainda para esclarecer que, de acordo com sms recebido, existiria outro líder partidário que também não tinha o direito de se pronunciar sobre a interrupção voluntária da gravidez e que o demissionário e dissolvido Primeiro-Ministro poder-se-ia considerar um catedrático da poda.
 
 
José Socrates continua no seu melhor:
"Há uma certa ideia feita que muitos procuram tornar ainda mais feita: a de que não existem diferenças entre o PS e o PSD. É preciso dizer com clareza que só a preguiça, uma preguiça que convém a alguns, ou a mais pura das leviandades, podem levar a afirmar isso, que constitui, desde logo, uma brutal injustiça.(De adjectivo em adjectivo até à vitória final)
Basta consultar o programa que o PS apresenta a estas eleições, elaborado sob coordenação do António Vitorino e com a colaboração de alguns dos melhores especialistas portugueses em cada uma das áreas, para perceber diferenças fundamentais. (Já lá vai metade do texto e ainda não temos nenhuma diferença...)
O PS tem propostas concretas que claramente o diferenciam. A aposta no emprego - mais 150 mil empregos durante a próxima legislatura -, conciliando a criação de mais emprego com o crescimento económico. (Proposta 1: Emprego a quem? como? e... será que Santana não o diz também?) A reforma tecnológica (o que é?), a política fiscal - em que apostamos numa política de verdade (para existir diferenças com o programa do PSD então teriam de dizer que o PSD pratica uma politica fiscal de mentira...), são alguns exemplos claros da diferença.
O PS recusa o facilitismo, fala a linguagem da verdade, não tem «varinhas mágicas» que outros parecem ter, só agora, à sua disposição. Há, aliás, uma diferença fundamental: vamos fazer o que dizemos e por isso não dizemos o que sabemos não poder fazer.
(mais uma pérola de adjectivos e metáforas...)
Do PSD basta recordar o que se passou com o célebre «choque fiscal», a principal promessa da campanha de há três anos... Desta vez, desse lado, surgem propostas económicas verdadeiramente delirantes (que nem sequer correspondem às que este Governo do PSD fez chegar a Bruxelas). É como se entre o PSD e a realidade houvesse uma incompatibilidade insanável. Já todos desconfiávamos." (e agora... toca de falar dos outros que as ideias se esvaiem...)
 
 

A notícia já corre em todo o mundo. Já todos sabem!
 
terça-feira, janeiro 25, 2005
 
O Blog de Sócrates é do melhor... julgo que será mesmo escrito pelo próprio:
"É talvez tempo de dizer, vamos a isto!"
"Hoje é dia de mostrar as diferenças."
"Vale a pena apostar em Portugal, contra o fatalismo de alguns. Vale a pena abrir Novas Fronteiras."
"Correu muito bem a sessão desta tarde, no CCB, sobre o Plano Tecnológico, com a presença do «pai» da Estratégia de Lisboa. O Guterres está em forma! Disse-o na ocasião e deixo aqui escrito: já tinha saudades de o ouvir."
 
 
Para pena minha, Francisco Louçã, perdeu o debate com Paulo Portas.
O que disse no final do debate e, sobretudo, aquilo que não disse mas deixou no ar sobre o seu adversário político, é inaceitável e não dignifica a esquerda da qual o Bloco é uma força importante. Contudo toda a situação poder-se-ia ter resolvido (e eu aqui não estaria a escrever este post) se Louçã se tivesse retratado.
Francisco Louçã não se retratou. E vergonha das vergonhas mandou para o terreno os seus acólitos mais fiéis construir a história do debate fazendo "pequenos acertos" àquilo que terá dito.
Afinal, Esta Esquerda, que há 10 anos que se intitula como Nova Esquerda, quando tem um aperto mediático trata as coisas como os que estão do outro lado do muro.
Boa sorte ao BE, mas eu não vou por aí.
 
segunda-feira, janeiro 24, 2005
 
O Blog do Jerónimo de Sousa: http://jeronimodesousa.blogs.sapo.pt/
 
sexta-feira, janeiro 21, 2005
 
"Desafiar interesses instalados" originou eleições antecipadas, insinua Santana (SIC)
Santana Lopes foi, como já suspeitavamos vítima de uma terrível cabala e estão encontrados os seus autores: o grande capital financeiro. Este revolucionário e progressista Primeiro-Ministro foi alvo dos ataques da Banca que conduziram à dissolução da Assembleia da República.
A Banca, suspeitando que a seguir à afirmação de que ira pagar mais impostos, vinham medidas como a nacionalização apressou-se a, numa jogada contra-revolucionária derrubar o Governo progressista do PSD e CDS.
Mais uma vez na história, o massivo apoio popular a um Governo progressista não chegou para o proteger do poderoso capital financeiro.
in A CABALA
 
quinta-feira, janeiro 20, 2005
 
Pobrezita
A cabeça-de-lista do PSD por Coimbra, Zita Seabra, revelou ontem ter "um grande respeito pelo papel desempenhado em Portugal pela Igreja Católica" e considerou que, "ao não reconhecer essa tradição, alguns países da Europa - como a França, a Alemanha e a Espanha - correm um risco sério de perda de identidade". "Temos de viver com os nossos valores, que são os valores católicos!", afirmou, comentando o facto de numa das primeiras acções de pré-campanha se ter encontrado com o Bispo de Coimbra.
 
terça-feira, janeiro 18, 2005
 
Sócrates promete para os próximos anos mais 150 000 empregos. Santana diz ser impossível. Jorge Coelho, responde com orgulho, não ser mais do que aquilo que vem no orçamento de estado, feito pelo PSD e rejeitado pelo PS
PS e PSD são iguais e, o dado novo destas eleições, é que se orgulham disso!
 
 
Com as actuais lideranças, estão reunidas as condições para o Bloco Central (soma do PSD com PS) ter o menor número de votos da história de 30 anos de Democracia.
 
domingo, janeiro 16, 2005
 
? ?

Entre a INCOMPETÊNCIA e a INCOERÊNCIA
 
sexta-feira, janeiro 14, 2005
 
A Santa TVCABO
Mais uma vez a TVCABO não desilude. Há dois anos envio-me uma factura da Netcabo em que me cobravam duplamente o serviço de Internet 24 horas e o Serviço à hora. "Erro dos serviços" - informaram-me, disseram-me contudo que teria de efectuar o pagamento que depois me seria descontado mais tarde. Deixei a Netcabo.
Neste mês, talvez pensando que estaria a pagar pouco, apareceu-me a conta relativa a dois meses de TVCABO, relativo a Novembro e Dezembro. Tendo telefonado para o respectivo número de reclamações (de valor acrescentado) ouvi uma mensagem gravada em que se pedia desculpa pelo erro solicitando que o cliente (para eles "o palerma") pagasse apenas o mês que realmente devia.
Hoje pela manhã, de uma forma obediente dirigi-me a uma caixa multibanco para pagar o mês em causa mas... conforme já estava à espera diz-me a máquina que o valor está incorrecto... telefono mais uma vez para a linha de valor acrescentado... oiço a gravação... oiço música... afinal eram 9.00 horas... eis senão quando me atende uma senhora que me diz para olhar para as pequenas letras da factura que estão sensivelmente a meio da folha onde se diz o seguinte:

"Se o VALOR A PAGAR incluir o SALDO DO MÊS ANTERIOR, entretanto regularizado, proceda apenas ao pagamento do valor FACTURADO MÊS CORRENTE, utilizando a entidade multibanco: 20425 e a referência indicada no destacável."

São tempos de crise e os senhores do Conselho de Administração da PT (eternamente partilhada pelo boys do PS, PSD e agora também do PP) têm de engordar.
Para que se saiba que são os senhores que engordam:
Presidente
Ernâni Rodrigues Lopes

COMISSÃO EXECUTIVA
Presidente
Miguel Horta e Costa
Administradores Executivos
Zeinal Bava Curriculum
Carlos Vasconcellos Cruz Curriculum
Iriarte Esteves Curriculum
Paulo Fernandes Curriculum

Administradores Não Executivos
Joaquim Goes
Henrique Granadeiro
Carlos Oliveira Cruz
Jorge Tomé
Fernando Ulrich
Fernando Abril Mantorell
António Viana-Baptista
Pedro Malan
Patrick Monteiro de Barros
Luís de Mello Champalimaud
Jorge Bleck
Carlos Blanco de Morais
João Mello Franco
Gerald McGowan
Peter Golob
Nuno Silvério Marques
Thomaz Paes de Vasconcellos

 
quarta-feira, janeiro 12, 2005
  A estória é simples e faz-se de poucas palavras
Eles foram dissolvidos. Eles demitiram-se.
Eis senão quando, um ministro demissionário põe o lugar à disposição do Primeiro, que está dissolvido e demissionário. O Primeiro, dissolvido e demissionário, reitera confiança no ministro dissolvido e demissionário...
 
terça-feira, janeiro 11, 2005
 
 
segunda-feira, janeiro 10, 2005
 
Cuidado com os Assaltos!
Um tipo vai a caminhar pela rua quando, de repente, um assaltante mascarado, lhe aponta uma arma e diz:
Passa o relógio!
O coitado dá-lhe o "Rolex" falso e o gatuno reclama:
- O que é isto? Esta merda vende-se na Feira da Ladra por 5 euros!... Passa, mas é a carteira, porra!
O pobre do homem alcança a carteira de plástico, imitação de "Pierre Cardin" e o assaltante descobre 3 bilhetes pré-comprados de autocarro, duas senhas refeição e 2 euros.
O ladrão, já furioso, agarra-lhe nos colarinhos e diz-lhe:
- És uma bela bosta, pá...! O teu fato está gasto, os teus sapatos ainda estão piores e a única coisa que parece que presta é uma reles imitação barata! Afinal, que merda fazes na vida?
O tipo responde, quase a chorar:
- Ah... Sou arquitecto!
E o ladrão, tirando a máscara, pergunta com um sorriso simpático:
- A sério??? Qual era a tua turma?
 
sexta-feira, janeiro 07, 2005
 
Um site de denúncia da censura no Google:http://www.google-watch.org/
 
quarta-feira, janeiro 05, 2005
 

Em geral, ligo pouco a emailes que circulam com os mais variados apelos. Contudo este parece-me importante por online:

A Livraria Buchholz , lugar de referência do nosso (pequeno) universo cultural encontra-se em situação de pré-falência. Agradece-se a todos quantos a frequentaram que a voltem a visitar, de vez em quando. Comprar um livro que não se encontra em mais lado nenhum pode, eventualmente, ajudar a reerguê-la. Agradece-se que passem esta informação aos amigos e interessados.
Livraria Buchholz
A Buchholz é uma livraria com história. Foi fundada em 1943 pelo livreiro alemão Karl Buchholz, que deixou Berlim depois da sua galeria de arte e livraria terem sido destruídas pelos bombardeamentos. A actividade de Buchholz era incompatível com o regime de Berlim, nomeadamente a venda de autores considerados proscritos, como Thomas Mann. No entanto, a relação de Buchholz com o regime era algo dúbia pois tanto compactuava em manobras de propaganda alemã como salvava da fogueira obras de Picasso e Braque, condenadas pela fúria nazi.
No início, a livraria estava situada em Lisboa na Avenida da Liberdade e só em 1965 se instalou na rua Duque de Palmela. O interior foi projectado pelo próprio livreiro ao estilo das livrarias da sua terra natal. O espaço estende-se por três andares unidos por uma escada de caracol, com recantos e sofás que proporcionam uma intimidade dos leitores com os livros. A madeira das escadas, chão e estantes torna o espaço acolhedor e agradável.
Durante os anos 60, a tertúlia artística lisboeta - entre eles, Escada, Noronha da Costa, Eduardo Nery e Malangatana -, passou pela cave da Buchholz que funcionou como galeria até 1974.
Hoje, a galeria continua a ser uma referência cultural com um público fiel que preza o espaço de convívio que a livraria sugere. A selecção dos títulos é vasta e inclui várias áreas: artes, ciência, humanidades, literatura portuguesa e estrangeira, livros técnicos e infantis, na cave funciona uma secção de música clássica e etnográfica. Apesar de não ser especializada em nenhuma área, a secção dedicada à ciência política é frequentada por muitos políticos da nossa praça. A Buchholz acolhe ainda eventos especiais como lançamentos de livros, sessões de leitura, e o "Domingo Especial" que são os saldos anuais da livraria, uma vez por ano, no último domingo de Novembro. Na Buchholz on-line pode percorrer as estantes da livraria sem sair de casa e ainda encomendar livros nacionais e alguns estrangeiros.

TELEFONE
213170580
LOCAL
Lisboa, R. Duque de Palmela, 4
HORARIOS
Segunda a sábado das 09h00 às 18h00 (encerra sáb. às 13h).
OBSERVAÇÕES
Especialidades: livraria generalista.
SÍTIO OFICIAL
http://www.buchholz.pt

Se algum destes dados não estiver correcto, diga-nos.
Luís Alves da Costa
 
segunda-feira, janeiro 03, 2005
 
Tsunami na Ásia:
A amplitude da catástrofe teria podido ser evitada por Il Manifesto


Trata-se certamente de uma catástrofe natural, mas se ela acontecesse em outra parte do mundo o balanço teria sido diferente. As informações sobre aquilo que estava a ponto de acontecer não chegaram (houve quatro horas de intervalo que teriam podido ser aproveitadas para alertar as populações, particularmente as da Tailândia, do Sri Lanka, da Índia e das Maldivas).
Charles Mc Creery, director do Pacific Warning Center cuja sede é em Honolulu, na ilha do Hawai, declarou ao Seattle Post-Intelligente que no dia do desastre a sua equipe tentou desesperadamente por-se em contacto com os países que iriam ser afectados pela muralha de água.
Por que a notícia não chegou?
Não há sistema de alerta nestes países, explica Mc Creery, acrescentando uma frase pelo menos desconcertante: "Nós fizemos todo o possível. Mas não tínhamos nas nossas agendas contactos ou números de telefones nesta região do mundo".
Segundo Mac Creery, alguns minutos depois de ter recolhido as informações dos sismógrafos, a sua equipe e ele se teriam posto em contacto com a Austrália, depois com as unidades da Marinha americana na zona e por fim com o Departamento de Estado que se supõe, mas está tudo por verificar, avisou os governos da região. Do lado indiano nega-se que tenham chegado informações e advertências de perigo dos Estados Unidos. A Índia e o Sri Lanka, por falta de atenção, de experiência e sobretudo de meios não estão no sistema internacional de alarme sobre tsunamis, criado após o grande tremor de terra no Alasca em 1964. A Indonésia faz parte do mesmo, mas só teoricamente.
Infelizmente, reconheceu o professor Budi Walayo, funcionário da agência meteorológica e geofísica indonésia, não dispúnhamos de equipamento que pudesse nos prevenir da formação e da direcção dos tsunamis. Os aparelhos são muito caros e não tínhamos o dinheiro para comprá-los. Nas costas do Pacífico, sobretudo nos EUA, existem não só os aparelhos como também programas educativos com exercícios de evacuação.
De facto, como afirmou o professor Tas Murty, perito em tsunamis da Universidade de Winniping, "Não há qualquer razão para que haja uma única vítima dos tsunamis. As vagas são absolutamente previsíveis. Nós aperfeiçoámos quadros que nos informam a velocidade de propagação da vaga no Oceano Índico. E, para chegar à Índia, o tsunami devia gastar quatro horas. Um tempo amplamente suficiente para dar o alarme".
Trata-se pois de uma catástrofe natural, mas também se deve ao facto de ocorrer em zonas do planeta em que o ocidente está totalmente desinteressado.
Pode-se igualmente perguntar acerca do facto de que o Departamento de Estado devidamente prevenido, numa zona onde existem numerosas bases norte-americanas, não se tenha posto em acção para prevenir a catástrofe anunciada. Estamos longe das novelas e dos filmes de catástrofe que a televisão nos despeja, onde os Estados Unidos, salvadores da humanidade, põem em acção, sob a orientação directa da Casa Branca e do seu presidente, uma operação salvadora. Estamos diante da realidade deste mundo, da acumulação insensata de armas, da pilhagem e da indiferença para com as infelicidades dos pobres. O terrorismo também tem um epicentro.

O original encontra-se na edição de 28/Dez/04 de Il Manifesto .
A versão em francês em http://globalresearch.ca/articles/MAN412A.html
Este artigo encontra-se em http://resistir.info/ .

 
 
Votos de BOM ANO
 
Notícias da Resistência | desde Agosto de 2003 m@il | tiagoms3@yahoo.com.br




  • "(...) porque Cavaco simboliza aquilo que mais náuseas me provoca: a banalização de tudo, o sucesso ranhoso e vazio, o atropelo dos valores e das pessoas, o autoritarismo descabelado, a demagogia, o nacional-carreirismo e os favores, a aldrabice e a cunha, a indiferença, o elogio da pirosice, a ignorância e a escandalosa nulidade cultural, etc, etc..."
    Al berto, "NEM MAIS - jornal do movimento de jovens apoiantes incondicionais de sampaio", 1995




    REDE DE BLOGUES ANTI-CAVACO (em criação...)

  • CAVACO FORA DE BELÉM
  • STOP CAVACO
  • HIPER CAVACO
  • O VOTO É A ARMA DO POVO
    Nome:
    Localização: Lisboa, Portugal
    ARQUIVOS
    08/2003 - 09/2003 / 09/2003 - 10/2003 / 10/2003 - 11/2003 / 11/2003 - 12/2003 / 12/2003 - 01/2004 / 01/2004 - 02/2004 / 02/2004 - 03/2004 / 03/2004 - 04/2004 / 04/2004 - 05/2004 / 05/2004 - 06/2004 / 06/2004 - 07/2004 / 07/2004 - 08/2004 / 08/2004 - 09/2004 / 09/2004 - 10/2004 / 10/2004 - 11/2004 / 11/2004 - 12/2004 / 12/2004 - 01/2005 / 01/2005 - 02/2005 / 02/2005 - 03/2005 / 03/2005 - 04/2005 / 04/2005 - 05/2005 / 05/2005 - 06/2005 / 06/2005 - 07/2005 / 07/2005 - 08/2005 / 08/2005 - 09/2005 / 09/2005 - 10/2005 / 10/2005 - 11/2005 / 11/2005 - 12/2005 /




    Powered by Blogger




  • LINKS
  • ÀS DUAS POR TRÊS
  • BERRA BOI
  • DIAS VAGABUNDOS
  • ENTRE SONHOS
  • LA PIPE
  • SPECTRUM
  • TITAML
  • SOCIOCRACIA
  • LES UNS ET LES AUTRES
  • DESCRÉDITO
  • BOAS INTENÇÕES
  • EM ORBITA
  • FILHO DO 25 DE ABRIL
  • TESSITURAS
  • AQUI QUEM FALA SOU EU